93-) Jair e Eduardo votam contra a Lei Brasileira de Inclusão (LBI)?

Olivia Byington faz um post acusando  Jair e seu filho Eduardo de votar contra a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) para pessoas com deficiência.

Eduardo Bolsonaro desmente Olivia dizendo que a votação era apenas contra um único destaque do texto e não do texto em si, este destaque introduzia a ideologia de gênero para deficientes:

Eduardo fala sobre a questão e deficientes defendem Jair:

 

20 Comentários

  1. Luciano
    ·

    A maior desgraça para a esquerda é a internet, sempre que distorcem as coisas a verdade vem a tona. Aonde que o Bolsonaro iria votar contra os deficientes eles votaram contra a ideologia de gênero que estava embutida na lei de inclusão.

    Responder
  2. Rosangela Lima da Silva
    ·

    Um dia me disseram que nada é por acaso e que devemos aprender com as situações que são ocasionais da vida. Está senhora Olívia Byington pelo jeito não aprendeu nada da vida e pior está usando a popularidade que adquiriu na Midea através da exposiçao da deformidade do filho para denigrir a imagem do outro. Que pena!

    Responder
    1. Dagmar Mello e Silva
      ·

      Toma cuidado a se referir a uma pessoa com deficiência como deformidade. Você deveria ser processada por isso. Deformada é você que não respeita uma pessoa com deficiência. Olivia é uma grande cantora, não precisa usar o filho para se promover. Além de amoral você é ignorante.

      Responder
  3. João Vitor Faria
    ·

    Existe a possibilidade de ter acesso a algum documento que prove esta votação a favor dos deficientes ? Não que eu esteja duvidando, pois fui e continuarei sendo #bolsonaro , mais é pelo fato de justificar com provas qualquer pessoa que me indagar sobre o fato porque para mim o vídeo acima já é a prova , pois sei o quão são verdadeiros e transparentes a Família dos Bolsonaros .

    Responder

        1. ·

          Ele votaram contra o “INC. VI, §4º, ART 18 DA SUBEMENDA SUBST. DE PLENÁRIO”, ou seja, era votação em UM PONTO ISOLADO (INC. = inciso) da lei e não da lei em si. Esta instituía a ideologia de gênero para deficientes.

          Responder
    1. Fernando Lavoura Rocha
      ·

      A câmara dos deputados tem todos os documentos necessários e são obrigados por lei a divulgar ou vender cópias para quem desejar.

      Responder

        1. ·

          Ele votaram contra o “INC. VI, §4º, ART 18 DA SUBEMENDA SUBST. DE PLENÁRIO”, ou seja, era votação em UM PONTO ISOLADO (INC. = inciso) da lei e não da lei em si. Esta instituía a ideologia de gênero para deficientes.

          Responder

        1. ·

          Veja o video. Eles não votaram contra a Lei e sim a UM ponto da lei, que instituía a ideologia de gênero para deficientes.

          Responder
    2. Isaura Mendes
      ·

      Esta no site oficial da Câmara dos Deputados o não bem estampado dele…

      Responder
    3. Paulo
      ·

      Então.. me fale do Flávio, a não ser que seja filho do Lula e não do Bolsonaro depois de 4 meses de seu comentário…

      Responder
  4. Sandra
    ·

    Gente, todo projeto de lei passa por discussões nas suas casas – Câmara dos Deputados e Senado. No entanto, quando ele entra em votação, vota-se favorável ou contrário à integralidade do texto de lei, e não quanto a pontos específicos. Logo, tanto Bolsonaro quanto o filho votaram contra a Lei Brasileira de Inclusão sim.

    Responder
  5. Washington Fabio
    ·

    Nossa Sandra, deixa de ser sem informação minha senhora! Então quer dizer que a senhora cria um projeto, porém dentro dessa Projeto existem varias emendas e uma dessas emendas é bater nos seu filhos todos os dias as 17:30hs. Dai na hora da votação todos são obrigados a aceitar seu projeto independentemente das emendas? Meu Deus quanta gente ignorante e sem estudo e com preguiça de estudar antes de soltar as asneiras pela boca.

    Responder
  6. Lol
    ·

    Alguém aí do site? Vão fazer mais uma página? Dessa vez envolvendo “caixa 2” sobre zipzap.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *