82-) Assessora do Jair , a “WAL”, é uma funcionária fantasma?

Conforme noticiado e manipulado (de maneira imoral) pela FOICE de São Paulo aqui(1), aqui(2) e aqui (3), imbuindo de forma mentirosa que a assessora seja alguma criminosa, nós já abordamos meses atrás a perseguição da FOICE para tentar incriminá-la aqui. Nada melhor que a própria VAL explicar o ocorrido e refutar a fake news:

 

 

Jair já havia explicado exaustivamente o caso:

 

 

E porque o desespero? Porque sabem que vão perder a boquinha do governo (PDF-DataPoder360(por meio) e PDF-DataPoder360(todos)) :

 

Fonte: Conexão Política

Direita segue direita? Então me sigam lá: Twitter: @RenanEdu ;                                           Instagram: _renaneduardo_

 

 

 

 

9 Comentários

  1. Fernando Silva
    ·

    Como sempre inventam mentiras das mais deslavadas para tentar denegrir a imagem do futuro presidente do Brasil para não perder a mamata. É melhor Jair se acostumando.

    Responder
  2. Igor Matheus da Silva
    ·

    Faltou umas informações aí. Principalmente sobre a Lei 8112

    A lei nº 8112 diz o seguinte: ”§ 1o O ocupante de cargo em comissão ou função de confiança submete-se a regime de integral dedicação ao serviço, observado o disposto no art. 120, podendo ser convocado sempre que houver interesse da Administração.”
    Porém, o Artigo 120 sobrepõe este mesmo:
    ” Art. 120. O servidor vinculado ao regime desta Lei, que acumular licitamente dois cargos efetivos, quando investido em cargo de provimento em comissão, ficará afastado de ambos os cargos efetivos, salvo na hipótese em que houver compatibilidade de horário e local com o exercício de um deles, declarada pelas autoridades máximas dos órgãos ou entidades envolvidos.”

    Ele não faz distinção entre cargo comissionado e cargo efetivo, mas o Art. 119 faz:
    ”Art. 119. O servidor não poderá exercer mais de um cargo em comissão, exceto no caso previsto no parágrafo único do art. 9o, nem ser remunerado pela participação em órgão de deliberação coletiva. (Redação dada pela Lei nº 9.527, de 10.12.97)”

    Basicamente, isso significa que a funcionária não pode ter mais de um cargo comissionado, mas pode ter um cargo efetivo (lojinha de açaí) caso os horários tenham compatibilidade. Só por isso, a acusação da folha de que ela estava vendendo açaí no horário de expediente é quebrado, já que segundo a lei ela pode ter outro cargo, e isso só seria possível se houvesse ”2 turnos” Ou seja, ou de manhã ela faz o cargo de assessora e de tarde vende açaí, ou o contrário.

    Responder

    1. ·

      Que pena mas parece Qt vc não viu os dois debates. Ciro confia cegamente num acusado pela justiça e Bolsonaro si fez quebrar a banca do JN em horário nobre. Kkkkk

      Responder
  3. Merabe
    ·

    Quem são os responsáveis por esse site? Vocês estão de parabéns. Deus abençoe vossas vidas.

    Responder
  4. João Oliveira
    ·

    Mas o que me pega é como uma assessora de político ganha pouco Nesse nível?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *