# Hangout de Jair e Carlos explicando a “manobra fiscal” dos 200 mil da JBS/Friboi #

 

# Explicação via HANGOUT completo (Transcrito) #

Num HANGOUT de mais de 1 hora especial, falando do caso JBS e Friboi e outros assuntos,
transmitido em março, transcrevemos uma parte da entrevista a seguir. Um tópico especial com mais informações será postado em breve.  Assistam também o Hangout original.

a) Aos 2:45 – Jair questiona o PORQUE a oposição não encaminha ao Ministério Público essa acusação;

b) Como COMEÇÕU.

Jair: “Um elemento do partido me disse que ia colocar 300 mil na minha conta, eu falei: coloca 200 mil na minha conta e 100 mil do meu filho, que era dinheiro do FUNDO PARTIDÁRIO, hoje em dia EU AGREGO POR ANO cerca de 1 milhão de reais para o fundo partidário, não entro no mérito aqui se isto é moral ou não, mas é o que está na lei, o meu antigo partido o PP, quando você muda de partido você leva tudo isso, leva apenas uma pequena parte disso, o meu antigo partido PP ta faturando mais de 1 milhão de reais por ano pelo fundo partidário, se ao longo de 4 anos , a conta era um pouco menor em 2014, no entorno de 1 milhão e 300 mil reais, se o elemento ta repassando 300 mil do FUNDO PARTIDÁRIO, nada mais justo, porque se eu não uso esse dinheiro pra minha campanha, ia pra outro candidato, então assim foi feito. No dia seguinte quando o dinheiro entrou na minha conta, o acessor meu ligou e falou: não usa o dinheiro porque o doador originário é a JBS/FRIBOI!”

c) Jair e Carlos explicam COMO FUNCIONAVA as doações em 2014

Carlos: “Essa era a 1ª eleição que sabíamos a origem, qual a empresa que estava doando pro partido e depois pro candidato”.

Jair: “Até 2014 quando uma empresa doava pro partido entrava o dinheiro e misturava, você não sabia e nem ninguém da onde era a origem do dinheiro, a partir de 2014 todo recurso que uma empresa qualquer doasse para o partido, o partido ao repassar para os candidatos tinha que colocar o nome do doador originário e assim foi feito. Nos meus 200 mil entrou JBS/Friboi, então quando eu percebi no dia seguinte eu disse eu não quero esse dinheiro, PORQUE NAQUELA ÉPOCA, ninguém falava em propina legal, não existia isso, se falasse isso ninguém aceitava, todo mundo iria querer apenas o dinheiro do fundo partidário.”

d) O CONTATO com o partido.

Jair: “Liguei pro partido e o cara que atendeu debochou e falou que não ia
receber o dinheiro de volta e que o problema era meu, o que eu fiz? Falei pra ele que ia pedir um reserva ao banco, sacar essa grana e jogar pra cima lá na câmara municipal do RJ,
dizendo que era grana que meu partido pegou do PT para coligar-se com o PT e ajudar a reeleição da Dilma Rousseff. Como o cara sabe que eu sou de fazer isso ele falou: tudo bem.

e) A DEVOLUÇÃO do dinheiro e a RECEPÇÃO do fundo partidário.

Jair: “Eu fiz um cheque depositei no banco, retornando o dinheiro para o partido….tinha convicção de 99% de chance  que o dinheiro era SUJO, pois a pouco tempo a FRIBOI havia pego alguns bilhões no BNDES, de imediato o que eu exigi deles: eu quero a minha importância do FUNDO PARTIDÁRIO, que é um dinheiro que esta lá e que NINGUÉM pode questionar isso daí, não é caixa 1 , 2 ou 3, isso é DINHEIRO LEGAL que está lá, se é IMORAL é outra história.  Dois dias depois o cheque foi compensado, o dinheiro sumiu da minha conta E o partido depositou para mim R$200.000  DO fundo partidário. Eu poderia ter ficado quieto, era NORMA você receber dinheiro dessa forma (através de doação),não precisava fazer isso (pegar do fundo partidário), não tinha nenhuma suspensão dessas empresas de maneira nenhuma, não existia suspensão, NENHUMA. Mas o sentimento juntamente com uma assessor meu, que é da polícia militar inclusive, policial militar da reserva que descobriu isso no mesmo dia, nós devolvemos o dinheiro e recebemos depois do fundo partidário.

f) Questões atuais e PROCESSO aos caluniadores.

Jair: “O que está acontecendo agora? Ta esse pessoal aí agora dizendo que eu fiz pedalada fiscal, maquiagem, lavei dinheiro, outros dizem se o PP recebeu dinheiro, como todos os partidos receberam, com uma empresa que era ilegal então que a minha campanha foi bancada de forma ilegal também, querendo colocar tudo no mesmo saco.

Carlos: ” Vamos processar as pessoas que estão nos caluniando MAIS UMA VEZ, temos uma assessoria jurídica que ta processando todas estas calúnias, já tem processo em andamento. Entrem nos perfis desse Leonardo Stoppa e denunciem pro favor os 2 vídeos dele no facebook fazendo mentira. Também denunciem a Mídia Ninja – o tempo inteiro nos querendo colocar no mesmo saco do PT.

g) Carlos explica COMO FUNCIONA o fundo partidário e Jair REFORÇA.

Carlos: ” Qualquer pessoa pode ter acesso ao site do TSE, lá você pega exatamente aqui (mostrando o documento) os valores que são repassados aos 32 partidos que existem hoje no Brasil ao fundo partidário. Aqui está desconsiderado pessoal (do que é repassado ao fundo partidário) das multas eleitorais. Em 2014 que foi o ano da eleição do Jair ele teve 464.572 votos, isso significa que desse montante dos R$ 313 milhões de reais do fundo partidário que é distribuído aos partidos (naquela época), valor hoje bem superior, sem entrar no mérito se somos contra ou a favor do fundo partidário, ele tem direito a 0,12% desse valor, ele agregava ao antigo partido dele o PP, 0,13% dos R$ 313 milhões. Só em 2014, no ano das eleições, o Jair agregou do seu antigo partido R$ 384.000 reais.
Numa projeção de 4 anos, o partido arrecadou, em função da votação dele para Deputado Federal, mais de R$ 1,5 milhão de reais para o fundo partidário. Estamos falando aqui que o partido repassou durante estes anos apenas R$ 200.000 reais para a campanha dele.

JB: “Se for levar em conta a minha votação em 2014, quase 500 mil votos, estou agregando mais de 1 milhão de reais POR ANO, o dinheiro é DELES, não MEU, pela nova lei, quem sai do partido não leva o dinheiro do fundo partidário durante o tempo que esteve. O meu antigo partido PP, vai entrar nos seus cofres cerca de R$ 4 milhões de reais. Se fosse os R$ 200.000 hoje em dia, isso seria apenas 5% do montante que eu agreguei para eles. Para você ter uma idéia sobre o partido que estou atualmente (PSC), quando eu mudei uma pequena parcela desse dinheiro foi pra lá, hoje em dia, por mês, o meu partido PSC que é pequeno, pega R$ 1,6 milhões de reais do fundo partidário. Viram o tamanho da fortuna que é isso aí? E o pessoal lá de Brasília quer aumentar isso aí. Aumentar e criar uma lista fechada (mais votados). … Se isso for aprovado, dos 513 deputados, 450 vai ser reeleito, pra continuar com foro privilegiado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *