62) No WhatsApp, Bolsonaro diz que não irá visitar filho na Papuda, é real?

Imagina você que o Moro demorou algum tempo para conseguir grampear legalmente as conversas do Lula, mas um fotógrafo zé ninguém consegue fazer isso sem se preocupar com a lei, o que acontece?

http://extra.globo.com/noticias/brasil/bolsonaro-vai-processar-fotografo-que-publicou-imagens-de-dialogo-com-filho-20899399.html

Como se não bastasse o infeliz também ter o nome de Lula, vamos aos fatos!

Imagem publicada no seu facebook particular (com um textão o criticando):

lula-marques-bolsonaro

E a conversa que pode ser lida:

## Jair: “ok”

“Papel de filho da puta que você está fazendo comigo”

“Tens moral para falar do Renan? (Filho de Jair) Irresponsável!”

“Mais ainda. Compre merdas por aí. Não vou te visitar na papuda!”

“Se a imprensa te descobrir aí, e o que está fazendo, vão comer seu figado e o meu. Retorne imediatamente.”

## Eduardo: “Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho calma lá. ”

## Jair: “Votou em JHC ou João Fernando Coutinho?”

———–> Explicação pela page oficial do Eduardo no youtube:

Jair:  “Realmente naquele dia, eleições na câmara… ele faltou! E eu questionei o porquê a falta… Bem, resumindo, onde ele estava? Estava na Austrália, e dai falei:
Continue comprando besteira por aí que eu não vou te visitar na papuda! (prisão). Por quê? Anteriormente quando (Eduardo) estava nos Estados Unidos, ele falou que ia comprar um fuzil  para mim, lógico que ele não é maluco de comprar e eu outro de receber algo parecido no tocante a isso. E como entraria com um fuzil no Brasil? E no desabafo eu falei: Continua comprando besteira aí que eu não vou te visitar na papuda! Nada mais além disso.”

Eduardo: “Na verdade ali realmente foi um vacilo meu, foi um erro meu, me confundi, o voto (meu) não foi decisivo na eleição da câmara, vou ter meu salário descontado, justamente descontado, e o grande… o interessante é que faz-se um carnaval como se eu tivesse correndo o risco de ir para a papuda quando na verdade estão aí os fatos para vocês conhecerem. ”

edu2

Jair: ” Na verdade, com todo o respeito que tenho a vocês, é uma conversa particular nossa, como você tem… você usa linguajar que você quiser, e fala o que bem entender, é particular,
agora quer levar para o lado que a imprensa quer, como se tivesse num paraíso fiscal, ou traficando alguma coisa, aí é demais! Mas vão usar e vamos em frente que 2018 esta aí.”

Eduardo: “E o engraçado né, é que querem nos rotular de tudo, inclusive de corruptos, só que mais uma vez não conseguiram. Continuo dormindo tranquilo, minha cabeça está tranquila, estamos fora da lava a jato ou qualquer delação, isso daí não é virtude, é a nossa obrigação, e aproveitando a oportunidade para dizer nosso lema: Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos.”

———–> Explicação (no começo do vídeo) pela TV Tambaú – JOÃO PESSOA / PB :

Jair: “Quinta-feira da semana passada foi eleição da mesa diretora, muitas vezes ele (Eduardo) esconde coisa minha (lê-se de mim) e eu vou pra cima dele, filho leva bronca, e daí eu fiquei sabendo que ele não compareceria a seção de votação lá em Brasília da eleição da mesa, daí eu mandei um whatsapp pra ele e joguei pesado pra cima dele… e onde ele estava? Na Austrália! Não tava em paraíso fiscal não e nem na Colômbia mexendo com droga não (ironizando o tom que a mídia deu ao fato), e falei: Volte imediatamente para cá!E dei essa bronca nele e também ….. pai e filho e nada mais disso (aqui o câmera deu uma zuada e não deu pra ouvir tudo, mas essa parte refere-se aos xingamentos)… e também a conotação que parte que mídia está dando é outra,o que será que poderia levá-lo (Eduardo) para a papuda (prisão) a mais, que besteira estaria fazendo? Foi a questão que ele falou comigo a semana passada que botou pilha em mim (brincou) que ia comprar um fuzil nos Estados Unidos pra me trazer, nada mais além disso.”

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *