59) Jair e a bancada evangélica apoiam pastor estuprador?

pastor-marcos-pereira-chegado-em-audiencia-17-06-13 (1)

— Resposta Simples:

Vamos a verdade então!

a) Pastor Marcos foi absolvido por diversos motivos, NÃO SÓ porque o registro foi tarde demais.

Nas palavras do próprio ministro que o absolveu, Marco Aurélio Mello, diz:

“Eu costumo dizer que não julgo processo pela capa, mas pelo conteúdo. Neste caso, a sentença ainda não foi selada, mas ele está preso há um ano e sete meses. O caso teria ocorrido em 2006, mas o registro só foi feito em 2012.”

“No depoimento na delegacia, a vítima, que na época dos fatos tinha uns 30 anos, afirmou que manteve relações sexuais com o réu por dois anos. A defesa alegou ainda que tomou conhecimento sobre um documento da área de inteligência da Penitenciária Federal de Catanduvas sobre um diálogo entre interlocutores no qual se teria veiculado a armação para atingir o paciente. Mas  essas testemunhas não foram ouvidas. Tudo isto tem que ser analisado — comentou o ministro.”

Aqui: http://oglobo.globo.com/rio/justica-concede-liberdade-ao-pastor-marcos-pereira-da-silva-na-vespera-de-natal-14908798

b) Porque Bolsonaro e a bancada evangélica intercederam pelo pastor?

Bolsonaro e a bancada evangélica se reuniram com o Ministro da Justiça para criticar a polícia fluminense pela falta de isenção na investigação das denúncias e pediram ao ministro para que a polícia  federal assumisse o caso.

Aqui: https://noticias.gospelprime.com.br/deputados-evangelicos-justica-marcos-pereira/
E aqui: https://noticias.gospelprime.com.br/deputados-delegado-investigacoes-marcos-pereira/

c) Outras figuras bem conhecidas, direta ou indiretamente, saíram em defesa do pastor.

Silas Malafaia comenta o caso dizendo que não julga nem defende ninguém como a imprensa diz, porque conhece o jogo perverso de interesses por trás. Disse que se o pastor errou deve ser punido. Aqui: https://noticias.gospelprime.com.br/silas-malafaia-prisao-marcos-pereira/

Reinaldo Azevedo divulga um vídeo em que o líder do Afroreggae elogia os trabalhos do pastor. Também comenta o preconceito que a imprensa tem com os evangélicos e a devoção que a mesma  tem com o trabalho da Afroreggae. Reinaldo diz que ja havia várias acusações com o pastor quando ainda faziam trabalhos juntos. Diz que se o pastor for culpado, que seja punido, mas que  não acha justo como os evangélicos são tratados. Aqui: https://noticias.gospelprime.com.br/reinaldo-azevedo-marcos-pereira-jose-junior/

Deputado Paulo Ramos (PDT), deputado Gilberto Palmares (PT-RJ) e Marcelo Simão (PSB-RJ) disseram que fizeram isso para manchar a imagem do pastor, acusaram o Afroreggae de armar contra o pastor para conseguir mais dinheiro para sua ONg.

Aqui: https://noticias.gospelprime.com.br/deputado-marcos-pereira-prisao-planejada/
E aqui: https://noticias.gospelprime.com.br/paulo-ramos-perseguicao-marcos-pereira/

O senador Magno Malta (PR) teve acesso ao processo e também a uma gravação onde os acusadores de Marcos Pereira se organizam para acabar com o religioso e com os trabalhos da ADUD. Disse que conhece o pastor Marcos a muito tempo, bem como seu trabalho. Denunciou também o delegado que investiga o caso, disse que se reuniu com o mesmo e teve acesso as provas,  dizendo que são levianas. Perguntou se todas as 20 supostas vítimas foram ouvidas e o delegado disse que não. Perguntou do porque e o delegado desconversou. O papel dele era oficiar a  delegada da delegacia da mulher para que ela pudesse pedir essas prisões, o que não aconteceu. Entre outras denúncias. Aqui: https://www.youtube.com/watch?v=F_B1HapnOZw

d) Existem outras incoerências e reviravoltas no caso do pastor? Sim, veja:

I) Uma das supostas 2 vítimas desistiu do caso:

https://noticias.gospelprime.com.br/suposta-vitima-de-estupro-inocenta-pastor-marcos-pereira/

II) Uma das 20 vítimas seria sua “ex-esposa”, que fez um vídeo desmentindo que teria sido estuprada e que continua sendo esposa do pastor:

https://www.youtube.com/watch?v=mjdQ4pFVeac

III) Outras pessoas acusaram membros do Afroreggae, com um áudio revelador, de comprar as vítimas para denunciar o pastor:

https://www.youtube.com/watch?v=-LB2pPbwnlg

IV) 2 das supostas vítimas citados no áudio revelador foram Elaine Martins e Kelen Rodrigues, elas desmentiram em vídeo as acusações:

https://www.youtube.com/watch?v=UV7wEgsrDSw

V) O suposto imóvel onde as vítimas teriam sido abusadas só foi doado a igreja 6 anos depois do crime:

https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-nao-ex-esposa-waguinho/

VI) Em uma conversa telefônica grampeada entre Fernandinho Beira-Mar e Marcinho PV, revela que o AfroReggae realmente comprou as vítimas:

https://www.youtube.com/watch?v=oVQavquweM0

VII) Marcos Pereira e membros da ADUD dizem que o áudio “picante” vazado de Marcos Pereira é montagem e convidam as pessoas para analisarem por si próprias:

https://noticias.gospelprime.com.br/adud-nega-gravacoes-picantes-marcos-pereira/

https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-nao-acredita-justica/

VIII) Apesar de 2 membros da ADUD serem presos por coação de testemunha, o Tribunal do RJ rejeitou a denúncia do Ministério Público contra o pastor por coação:

https://noticias.gospelprime.com.br/tj-habeas-corpus-marcos-pereira/

IX) O policial que investiga o caso é membro do AfroReggae:

https://noticias.gospelprime.com.br/policial-marcos-pereira-coordenador-afroreggae/

e) A briga entre o AfroReggae e a ADUD teria sido por dinheiro:

https://noticias.gospelprime.com.br/guerra-pastor-marcos-pereira-jose-junior-milhoes/

f) E digo mais… MUITO MAIS!

http://www.verdadegospel.com/novas-revelacoes-indicam-injustica-na-prisao-do-pr-marcos-pereira/

Conclusão: O caso NÃO ESTÁ ENCERRADO, estes acontecimentos, bem como outras denúncias, seja contra o pastor ou contra o afroreggae terão que ser consideradas (coisa que não foram nas palavras do próprio ministro) para aí sim o pastor ser julgado. Bolsonaro e a bancada evangélica APENAS pediram para que polícia federal assumisse o caso, devido a inúmeras irregularidades.

E não será o “Quebrando o Tabu” e outras páginas esquerdistas que irão julgar antes da justiça. Como sempre divulgando “meias-verdades”. Aonde e com quem já vimos isso?

Ah sim 🙂

 

A CRONOLOGIA COMPLETA (Sob construção):

— Quem é esse pastor e qual seu passado?

O caso fala do pastor Marcos Pereira, 59 anos, preso em 2013 por acusações de estupro, co-fundador da Assembléia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), igreja pentecostal criada em 1990, mas que ficou famosa pelos feitos do pastor. É casado com Ana Madureira e tem 2 filhos (Nívea e Filipe).

Foi maitrê de um restaurante e mais tarde proprietário de um restaurante na Baixada Fluminense. Comoçou bem cedo a trabalhar e conhecer o mundo, vivia nas noitadas, na zueira e na torcida organizada do Flamengo. Em 1974 conheceu sua esposa (18 anos) e tiveram sua primeira filha em 1982 (26 anos). Ainda era ateu e fazia coisas erradas, mas seu amigo orou por ele  durante 7 anos e levou ele a um culto em 1989 (33 anos) do Silas Malafaia, disse que foi tocado por Deus, se curou das enfermidades e começou a se dedicar sua vida a Deus. Foi batizado e no mesmo ano sua esposa que não podia ter filhos teve Filipe, entre outros milagres*

Foi ungido evangelista e aceitou o cargo de vice-presidente da ADUD. Em pouco tempo foi eleito por todos os membros da Igreja Pastor Presidente. (1)
— Feitos antes da prisão

Ficou nacionalmente conhecido pela evangelização de cárceres, iniciou seus trabalhos em presídios ainda em 1990, no Presídio de Segurança Máxima, na Ilha Grande. Ao longo do tempo atuando em várias penitenciárias nacionais, em 13 estados (até 2012). No Rio de Janeiro o pastor visitou os presídios do Complexo Penitenciário de Bangu (ou Gericinó) entre eles: Bangu I,Vicente Piragibe e Bangu II. O Complexo da Frei Caneca, Galpão da Quinta e carceragens de como a da Polinter. (2)

Ajudou o estado em mais de 10 rebeliões, Bangu III, Bangu IV, Moniz Sodré e a rebelião na Casa de Custódia de Benfica em em 2004 a pedido do governado Antony Garotinho. (1)(2)

Atuou nas comunidades carentes do Rio, cerca de 900, desenvolvendo trabalhos de inclusão social de dependentes químicos e excluídos da sociedade.Resgate de pessoas condenadas à morte pelo tráfico. Atribui o salvamento de 700 pessoas em 15 anos. Evangelizou fora do páis também, em Orlando na Flórida (EUA) e recebeu um certificado de Capelão Americano.
Participou como palestrante em uma convenção da Polícia de Chefia de Newark.(2)(3)

Presidente do Instituto Vida Renovada, sem fins econômicos, mantém 2 centros sociais de referências em direitos humanos: Fazendo Vida Renovada em Nova Iguaçu e São João de Meriti. A instituição atende cerca de 3 mil pessoas por ano que passaram pelo tráfico e pelas ruas, prestando assistência social (2)

Antes dos escândalos estava para receber a Medalha Tiradentes pelos seus feitos. (2)(6)

Conexão Repórter faz uma reportagem em 2010 mostrando o trabalho do pastor, como ele entra nos bailes funks e morros dominados pelo tráfico, convivendo com o Pastor durante dias.(7)(8)

Pode conferir a primeira parte da reportagem aqui: https://www.youtube.com/watch?v=C9Hc64FLhKs
— O começo das polêmicas (ADUD X Afroreggae)

Tem 2 personagens para prestar atenção, Marcos Pereira, pastor líder da ADUD, José Júnior fundador da ONG Afroreggae e Rogério Menezes, ex-pastor da ADUD e membro da Afroreggae.

[2012] (Fevereiro)

Em meados de fevereiro de 2012, numa entrevista ao jornal EXTRA, José Júnior acusa Marcos Pereira de ser a maior mente criminosa do Rio de Janeiro. José diz que o pastor mandava fazer rebeliões para ele ir lá e resolver. Acusou de ser psicopata e diz que o poder o prostituiu. Disse que as pessoas optavam ir pra Igreja dele do que pro Afroreggae, depois
o jogo se inverteu. Disse que Marcos Pereira pediu para atacar UPPs e mandar matá-lo. Diz que teme pela vida de membros do afroreggae que foram presos.(9) (10)

Marcos Pereira responde dizendo que é inveja porque ja faz o trabalho a mais tempo e diz que estaria sendo envenenado por um ex-pastor da ADUD que saiu insatisfeito da Igreja.
Disse que José veio até ele trazido por um parente do Marcinhos PV (traficante) e disse que o Afroreggae o homenageou 2 vezes. Disse que pode falar o que quiser que já ajudou
em mediações de conflito dizendo que seu trabalho é sério. (10)

(Março)

Em março a polícia recebe dezenas de denúncias contra o Pastor Marcos Pereira, acusando de ligação ao tráfico e de outros crimes. A revista Veja em 14 de março teve acesso a estes depoimentosque inclui forjamento de curas de traficantes e que teria casos de abuso sexual. Relatos são de ex-membros da ADUD com quem tiveram o lado do Pastor. Teve cusações de tramar explosões e combinava ações de quadrilhas dentro e fora do presídio. 2 mulheres acusaram o pastor de obrigá-las a manter relações sexuais em orgias. Disse que maltratou uam criançadepois de presenciar uma destas seções. Entre outras acusações. (11)

Roberto Carbini do Conexão Repórter do SBT entrevista o pastor e os acusadores. O pastor Rogério Ribeiro de Menezes que ficou 17 anos no ministério ADUD, sendo 6 ao lado do pastor comohomem de confiança e que em 2008 se juntou ao Afroreggae (13), diz que ele em diversas vezes foi chamado para os presos fazerem rebelião e que fosse chamado para resolver a situação,o repórter questiona porque não o denunciou e o entrevistado diz que sua mente estava cauterizada.(12)

Durante a estrevista do pastor Marcos, na frente de dezenas de fiéis, questiona: “Que traficante vai obedecer uma ordem do pastor para aparecer como negociador? Nenhum traficantefaria isso.” Na reportagem completa ele responde a todas as acusações, dizendo que teve tentações carnais como qualquer pessoa, mas que nunca abusou de ninguém. Disse que é uma farsa. Membros da ADUD confirmam que nunca houve abusos sexuais na sede.

A retortagem pode conferir aqui: https://www.youtube.com/watch?v=kpTFFuP28Rk

(Maio)

Em maio o pastor prestou depoimento ao Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) para rebater as acusações, na saída o jornal EXTRA o abordou e o mesmo disse que fazem parte de uma farsa que está sendo desmontada. (14)

Ainda em maio o governo cancela ajuda a ONG Vida Renovada, de acordo com o jornal O Dia, recebe 1,296 milhões para cuidar de dependentes químicos. Como estava sendo investigado em várias acusações o secretário estadual de assistência Social e Direitos Humanos decidiu não assinar mais com a ONG, Marcos Pereira se defendeu desafiando quem possa provar que o Instituto não é idôneo. (15)

(Julho)

Em julho houveram trocas de acusações até que o pastor solicitou, junto a sua assessoria jurídica, um pedido de audiência buscando uma possível reconciliação entre os dois e o abandono dos processos mútuos. José negou e disse que há novas revelações e que lugar de bandido é na cadeia. No tribunal o pastor desafiou o líder do Afroreggae a provar tudo que disse. Disse que tentou acabar com o conflito e que está orando por ele.  Em seu Twitter José diz que Marcos Pereira retirou as queixas contra ele, mas que ele não faria o mesmo. (16)

No mesmo mês o jornal extra diz que a ex-mulher de Marcos Pereira o acusa de estupro. Em seu depoimento ela dia que ele “entrou em casa, trancou as portas e fez sexo à força” com ela. Na reportagem diz que eles se casaram 1989 e ficaram juntos até 1998. Disse que teria tido uma visão de que seria abusada pelo pastor para que engravidasse e que depois de grávida seria acusada de adultério. O jornal tentou falar com os dois, mas nenhum se pronunciou. O advogado do líder disse que o jornal não teve acesso aos autos dessa nova acusação. A denúncia foi incluida no inquérito contra o pastor. (17)

[2013] (Janeiro)

Em janeiro de 2013 justiça cancela processo do pastor contra o José Júnior pois o processo não deveria ter sido movido apenas contra o mesmo, porque outras pessoas prestaram depoimento. A justiça entendeu que o ex-pastor da ADUD que o acusou também deveria ter entrado no processo. As invetigações contra o pastor ainda estavam sendo feitas pela Delegacia de Combate às Drogas, mas ocorriam sob sigilo, de acordo com o jornal EXTRA. (18)

Em fevereiro, no dia 19, Marco Feliciano defende o pastor da reportagem do conexão repórter do SBT. Feliciano diz que a narrativa usada pelo apresentador se demonstra preconceituosa e que pessoas com acesso a esse programas de valores altíssimos usem o potencial para denegrir a imagem de um lider religioso. Falou também que as ONGs que sobrevivem com verbas públicas usam de meios ardis a fim de denegrir a imagem de quem ousa cruzar seu caminho. Também disse que ia encaminhar um pedido a Policia Federal para analisar o conteúdo da reportagem. (19)

— Prisão e o começo de uma guerra

(Maio)

Em 7 de maio a polícia civil do Rio de Janeiro prendeu na noite o pastor Marcos Pereira. Acusado de estuprar seis mulheres, sendo que três delas eram menores de idade quando os abusos aconteceram. A polícia investigou o caso por um ano e chegou à conclusão de que todas as mulheres abusadas eram membros da ADUD e que o pastor Marcos Pereira usava um apartamento  de frente a praia de Copacabana para promover orgias sexuais. Foi neste imóvel que as mulheres, incluindo a ex-esposa do religioso,  teriam sido abusadas sexualmente. Uma das vítimas disse em depoimento que foi abusada pelo pastor dos 14 aos 22 anos. Durante este tempo o líder do Afroreggae acusava o religioso
de ter relações com o tráfico.(20)

O pastor e cantor pagodeiro Waguinho o defende o pastor dizendo que as acusações são de ordem política. O cantor acusou José Júnior que trabalha ganhando R$ 80 milhões do governo, enquanto a entidade recebe mas trabalha por amor. Waguinho diz que a principal intenção é o escândalo. Foi transferido para Bangu 2 e teve apoio de fiéis. (21)(22)

Uma reportagem da UOL teve acesso a trechos dos depoimentos das fiéis da ADUD que acusaram o pastor. Após o ato sexual (que incluia garotos de programa) dizia que o pastor pedia que os participantes que pedissem perdão uns aos outros do ato e que procurassem um representante da ADUD que pedissem perdão a mando do pastor, mas sem contar o ocorrido. Alguns foram ameaçados caso contassem. O delegado disse que o pastor promovia orgias dentro da Igreja. A polícia acredita que o pastor chegou a abusar de mais de 20 mulheres. O advogado da igreja diz que as acusações foram armadas por pessoas que não gostam dele. Diz que 2 pessoas foram forçadas a fazerem isso, que uma menor fez exame no IML que comrpovou que ainda era virgem. O pastor está detido até o julgamento. O advogado disse que tentria o Habeas Corpus.

No dia 8 de maio, a esposa do pastor faz um video explicando diversas situações, dizendo que uma das moças que acusou seu marido de violentar em todo o periodo que esteve na ADUD que a mesma entrou solteira na Igreja e saiu casada e com um filho de 7 anos, diz que se isso estivesse mesmo acontecido a moça seria uma prostituta. Dizendo ser incoerente alguém continuar na Igreja se algo assim fosse feito. A esposa ainda responde as acusações do Afroreggae. Diz que o marido não a estuprou, reclama da imprensa, diz que ja deu seu depoimento a delegacia,

Veja a entrevista da esposa na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=mjdQ4pFVeac

Em 9 de maio em um artigo postado pelo seu Blog no site da revista Veja, Reinaldo Azevedo divulga um vídeo em que o líder do Afroreggae elogia os trabalhos do pastor. Também comentao preconceito que a imprensa tem com os evangélicos e a devoção que a mesma tem com o trabalho da Afroreggae. Reinaldo diz que ja havia várias acusações com o pastor quando ainda faziamtrabalhos juntos. Diz que se o pastor for culpado, que seja punido, mas que não acha justo como os evangélicos são tratados. (24)

Veja o vídeo postado por Reinaldo Azevedo: https://www.youtube.com/watch?v=iq2thvlOs8Q

O deputado estadual Paulo Ramos (PDT) criticou a prisão do pastor. O parlamentar disse que a ação da polícia foi orquestrada com o objetivo de ferir a imagem do líder religioso.
Disse que quem mobilizou as mídias sociais doi o líder do Afroreggae, que é uma grande armação para que continue desviando dinheiro dos recursos públicos. Disse que foi fundamentada em mentirase acusa a direção da Rede Globo (dona do jornal EXTRA) e do líder do Afroreggae a estarem por trás de toda a armação. O deputado Gilberto Palmares (PT-RJ) apoiou a fala dizendo que a situação tem que ser esclarecida. O mesmo disse que há esforço da mídia de colocar evangélicos contra católicos. O deputado Marcelo Simão (PSB-RJ) também comentou o caso dizendo que conhece o pastor
e que nunca encontrou algo que pudesse desabonar a imagem do líder.(25)

— Novas revelações e o auge da Guerra
Advogado entrou com o pedido de 2 Habeas Corpus, mas o TJ-RJ negou os pedidos. O desembargador falou que é preciso manter o pastor preso para manter a manutenção da ordem pública. Os pedidos então seriam encaminhados para o MP. Disse que na época vigorava a antiga lei de estupro. O crime era uma ação penal privada, e as vítimas tinham seis meses para denunciar e que mesmo que fosse culpado as vítimas teriam 6 meses para denunciar. (26)

Waguinho em entrevista ao programa de Rádio Melodia diz que a imprensa está massacrando não só o pastor como a ADUD. Disse que nada foi provado até agora das acusações ao pastor. Lembra que os denunciantes são ex-membros da ADUD, pessoas que foram restaurada pela igreja mas acabaram saindo. O cantor ainda afirma que o pastor não tem ex-esposa, sendo ainda casado com Ana Madureira da Silva, citada como uma das vítimas e que está casada a mais de 30 anos com ele. Diz ele: “Para você ter uma ideia das acusações infundadas que estão sendo feitas, a esposa e os filhos de Marcos Pereira estiveram na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro para conversar com os deputados a respeito da injustiça que foi feita com o líder da ADUD.” Waguinho também explicou outras acusações contra o pastor, como a questão de que uma mulher havia sido abusada sexualmente dentro do AP saiu da ADUD em 2005 e o imóvel só foi doado a igreja em 2011. (27)

Veja a entrevista na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=loVnGcFxOnI

Silas Malafaia comenta o caso dizendo que não julga nem defende ninguém como a imprensa diz, porque conhece o jogo perverso de interesses por trás. Disse que se o pastor errou deve ser punido e recomendou o link de Reinaldo de Azevedo. (28)

Profissão Repórter fala com 5 mulheres que acusam o pastor, na reportagem que apenas 2 mandatos foram expedidos porque foram cometidos antes de 2009, quando a lei brasileira dava apenas 6 meses para que a mulher fizesse a denúncia. Os dois relatos só foram levados adiante porque teve relatos de violência física. Uma das moças dizia que havia orgias e que havia todo tipo de relação. A outra moça dizia que participava porque era como desobedecer uma ordem de Deus, que depois ele fazia agressões e fazia as moças pedirem perdão. A defesa ja havia negado essa versão. (29)

Uma das supostas vítimas inocenta o pastor (9 dias depois da prisão), divulgado por um canal de vídeos da ADUD, a moça diz que Rogério de Menezes (que havia acusado o pastor,
membro do Afroreggae) e “Seu Alex” apareceram em seu serviço e eles queriam que viesse até a Dcod com muita pressa para fazer uma declaração contra o pastor Marcos, como ela
estava muito ressentida com um desentendimento com algumas irmãs dentro da Igreja, queria se vingar, apesar de preocupada diz que aceitou automaticamente, disse que Rogério de Menezes dormiu na porta da sua casa, saiu 4 da manhã para fazer o depoimento bem cedo, disse que no caminho ele e o Alex vieram a auxiliando durante o caminho de como falar, disse que quando viu o pastor sendo preso pensou que não era justo e estava errada, disse que era armação e inveja e que eles (Rogério e Alex) são corruptos e maldosos, diz que teme pelo pessoal do Afroreggae, pois se acharam ela em Macaé, acham ela em qualquer parte do mundo. Então para matarem ela e colocar na conta do pastor não precisa muito. Diz que teme pela sua vida e pela vida de sua família. Diz que está disposta a todos os meios da mídia e da justiça a prestar esclarecimentos. (30)

Veja o depoimento na íntegra aqui: https://www.youtube.com/watch?v=SuIXaBL3Kjw

Em outro video de um pai e esposo de umas das 20 supostas vítimas do pastor (10 dias após a prisão), o senhor diz que recebeu uma ligação de Rogério de Menezes e que foi a sua porta, perto da meia-noite, falando com apenas ele, sua esposa estava dentro de casa, veio relatar coisas em relação a sua filha e sua esposa, dizendo que o pastor abusou das duas e que temia pelo seu filho que era membro do Afroreggae, disse que seu filho também foi abusado, na época tendo 19 anos, diz que fez esse vpideo para provar para seu filho a verdade.

A gravação é bem reveladora e é melhor você escutar por si próprio, basicamente revela que o mesmo ganharia benefícios e que não precisaria se preocupar com mais nada caso aceitasse ajudá-los, também há depoimentos de outras testemunhas: https://www.youtube.com/watch?v=-LB2pPbwnlg

As conversas telefônicas por um membro da ADUD mostra Rogério de Menezes dizendo que o pastor abusava de mulheres na Igreja. Disse que as cantoras Elaine Martins e Kelen Rodrigues estavam entre as vítimas. As duas gravaram um vídeo dizendo ser calúnias contra o pastor da ADUD, a primeira diz que chegou quando tinha 16 anos e conviveu 12 anos na Igreja. Disse que ficou muito constrangida pelo Rogério ter falado aquilo e que se sente muito ruim e ofendida e do que estão dizendo sobre o pastor, disse que quando houve essas acusações já estava casada virgem, disse que veio da família, foi criado do evangelho, saiu com 29 anos de idade, junto com seu esposo e que se isso tivesse acontecido seu marido seria o primeiro a saber e que tem o esposo como prova e pede ajuda para compartilhar o vídeo. A cantora Kelen Rodrigues também depõe, disse que está indignada, disse que é mentira e que está a disposição da justiça para fazer qualquer exame. (31)
Veja os depoimentos na íntegra aqui: https://www.youtube.com/watch?v=UV7wEgsrDSw

O jornal Extra divulga suposto áudio em que o pastor fala conversas picantes com uma das vítimas: https://www.youtube.com/watch?v=fzuysrqKbdM (33)

As cantoras Elaine Martins e Kelen Rodrigues desmentem as acusações feitas por Rogério Menezes em vídeo (32).

Veja o vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=UV7wEgsrDSw

De acordo com o delegado Delmir Gouvêa o pastor seria indiciado por coação de 2 das testemunhas do inquérito. O casal disse que foram ameaçados por pessoas ligadas ao líder religioso. Disse que foram ameaçadas por pessoas ligadas a ADUD em março de 2012. Além do pastor outras 4 pessoas seriam indiciadas pelo mesmo crime. O irmãos de Marcos Pereira postou fotos das supostas vítimas e testemunhas contra o pastor explicando a situação no facebook e foi chamado a explicar o conteúdo. (34)

O delegado que investiga o caso disse que vai averiguar o vídeo da moça que negou que teria sido abusada pelo pastor, poias a mesma não foi depor da Dcod para mudar seu depoimento. O delegado queria saber se ela foi ameaçada ou coagida a gravar o vídeo. (35)

Adud divulga vídeo de vizinhos do pastor no bairro do Éden, em São João do Meriti (RJ) onde comentam que nunca desconfiaram do pastor e acreditam que ele seja inocente. Várias pessoas depõe no vídeo, ao qual pode ser visto aqui: https://www.youtube.com/watch?v=gQQrSNcR6eE (36)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, da Câmara dos Deputados, pede para chamar o pastor Marcos Pereira a depor sobre as acusações. A CPI seria presidida pela deputada Erika Kokay (PT-SF) e iria pedir que outros envolvidos, incluindo o delegado que investiga, a também depor, pois 3 adolescentes teriam denunciado o pastor. (37)

Rogério do Afroreggae diz que além de ter estuprado sua esposa, explorava traficantes e estava por trás de vários homicídios. José Junior, líder do Afroreggae, disse que que o pastor
falou que o Rogério havia traído ele e que era X9. E confessou que havia transado com a esposa do Rogério. Falou também que nas gravações reveladas foi o senhor que procurou o Afroreggae, que o filho dele tinha um audio gravado na policia. (38)

Fiéis espalham faixas em defesa de Marcos Pereira na Marcha do RJ. (39)

A cantora Nívea Silva, filha do pastor, sae em defesa do pai. Diz que é uma armadilha e que a mentira vai cair por terra. Disse que seu pai sempre teve boa conduta. (40)

No dia 27 a justiça nega novamente pedido de Habeas Corpus,negado pelo juiz da 1ª Vara Criminal de São João do Meriti, Richard Robert Fairclough. O magistrado encontrou legitimidade nos dois pedidos de prisão preventiva que foram expedidos contra o líder religioso. (41)

No dia 29 a polícia prende 2 membros da Adud por coação de testemunhas. Lúcio Oliveira Câmara Filho, de 52 anos, e Daniel Candeias da Silva, 29, estavam na igreja em São João do Meriti quando foram surpreendidos pela polícia. A investigação também apontava um terceiro membro da igreja e o filho do pastor, Felipe Pereira que apenas foram ouvidos na delegacia e liberados em seguida. O crime de coação teria acontecido em março de 2012 quando as denúncias de estupro começaram a surgir. Os acusados teriam passado pela casa do casal denunciante para fazer ameaças. (41**)

No dia 31 a Adud divulga uma nota dizendo que a gravação pela polícia entre o pastor e fiéis da igreja é armação, com palavras chulas e sem autenticidade.

“A ADUD convida o leitor a fazer a sua própria perícia no áudio divulgado, a questionar por que não há NENHUMA prova que incrimine nosso pastor em mais de 14 meses de investigação”. (42)

O senador Magno Malta teve acesso ao processo e também a uma gravação onde os acusadores de Marcos Pereira se organizam para acabar com o religioso e com os trabalhos da ADUD. Disse que conhece o pastor Marcos a muito tempo, bem como seu trabalho. Disse que foi atrás de todas informações sobre o caso, disse que descobriu uma gravação dos denunciantes e que iria mandar para todos na câmara, que era deles tramando a destruição do pastor, Malta falava do áudio já abordado e divulgado pela ADUD: https://www.youtube.com/watch?v=-LB2pPbwnlg.

Denunciou também o delegado que estudava o caso:

Disse que o delegado do caso está la a 60 dias e um inquérito a mais de 4 anos por associação ao tráfico, tirando drogado da penitenciária. Disse que o delegado
chegou e “pinçou” 5 depoimentos que tinha lá dentro de 5 adultas falando de estupro e que a denúncia era de 20. Ele tirou, da delegacia de tóxicos, estupro e lei Maria da Penha na
delegacia da mulher, que impede ao Ministério Público a prisão ao juiz e a delegada. “Qual era o papel dele?” O papel dele era oficiar a delegada da delegacia da mulher para que ela
pudesse pedir essas prisões, o que não aconteceu. Disse que esteve com este delegado na quinta-feira (28/05), que foi se encontrar com ele no Rio de Janeiro no estúdio onde estava gravando e levou os inquéritos para ele. Disse que eram flácidos, sem consistência, sem base, sem fundamentos e sem provas materiais. Disse que ninguém pode ser preso neste país sem provas materiais. Disse que tem coisa pior que isso, como ele mesmo diz: “Como que um delegado de droga é que pede a prisão no lugar da delegacia da mulher?”. Magno disse que tudo isso que falou questionou ao delegado, o mesmo disse que houve um erro. Perguntou se ouviu as 20 vítimas ao delegado, o mesmo disse que não. Perguntou porque não ouviu as 20 vítimas, o delegado disse que ouviu alguns depoimentos (rosinha, etc), ou seja… desconversou. Magno continua dizendo que o promotor sem prova pede a prisão, o juiz dá a prisão e depois nega o Habeas Corpus sem ter provas. Daí disse que colocaram na mídia um áudio em que o pastor estava com conversas picantes com mulheres da igreja, disse que seria até feio ele falar sacanagens pelo telefone (se for ele mesmo), mas que isso não é motivo para mandar prender. Disse que é preciso que se restabeleça que, se for estuprador que apodreça na prisão, mas para isso precisa ter prova. Disse que o pior é que a denunciante vai ao cartório e registra, ao delegado e diz que mentiu porque pediram e diz que falsa criminação de crime é crime e ta na lei. Disse que falou tudo isso ao delegado
e muito mais. Chamou a associação dos delegados e disse que mostrou o DVD (com os audios) e eles ficaram horrorizados. Disse que chamou a associação dos Ministérios Públicos e também ficaram horrorizados. Disse que também chamou o Kalandra, presidente da Associação dos magistrados, disse que é o fim do mundo ter estas provas e gravações e não estarem no inquérito.

Todo o vídeo pode ser visto aqui: https://www.youtube.com/watch?v=F_B1HapnOZw
Segundo uma nota da ADUD o áudio da “conversa picante” do pastor com uma das supostas vítimas foi uma gravação forjada e convida o leitor a fazer a sua própria perícia no áudio divulgado.(42)

(Junho)

O deputado estadual Paulo Ramos (PDT), usou seu espaço na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro para falar sobre o caso do pastor Marcos Pereira. Ramos alerta que nas denúncias há confissões de crimes, citando que o ex-pastor da ADUD e membro do Afroreggae, Rogério Menezes , chegou a dizer que recebia dinheiro dos traficantes. Disse que ao questionar o depoimento feito, o deputado lembra que Menezes deveria ter sido preso na hora, porque ele cometeu um crime.Com o processo em mãos, o deputado questionou o andamento do caso dando datas de acusações e ações da polícia e dos juízes que assinaram partes dos processos que levou Pereira à prisão.O deputado do PDT lembra que não tem ligações com o segmento evangélico, mas que cobrou desde o início uma investigação séria neste caso. Ao falar sobre as conversas “obscenas” que são atribuídas a Marcos Pereira, o deputado Paulo Ramos disse que as falas não poderiam ser usadas
contra ele, porque a conversa não mostra que o pastor teria cometido um crime. (43)

Veja aqui: https://www.youtube.com/watch?v=5EmphPKLjOc
Marcos Pereira em uma entrevista na prisão se diz inocente de todas as acusações, que o AfroReggae está tentando incriminá-lo e que não acredita na justiça. Ele descarta envolvimento nos crimes e questiona porque uma das vítimas ficou calada por tantos anos. “O suposto estupro teria acontecido em 2006 e a mulher ficou calada até hoje. De uma semana para outra, surge a necessidade de me prender”. Diz que as acusações são ridículas e sem provas. Ainda: “A vítima trabalha em uma organização [AfroReggae] que quer me incriminar. Ela é esposa de um cara que trabalha lá, e juntos estão coagindo várias pessoas a mentirem sobre mim”. Sobre os áudios picantes diz que a voz é dele, mas que há várias conversas que foram editadas para incriminá-lo, sendo que o teor da conversa não é crime. Segundo ele: “Pegaram falas minhas de vários momentos e juntaram para denegrir a minha imagem. Ali não há crime, então [as escutas] nem eram para me incriminar”. (44)

A primeira audiência seria marcada para o dia 17 de junho. Para o Ministério Público o pastor é de alta periculosidade, ameaçava as pessoas que o contrariavam e que as vítimas não  denunciavam o pastor por se sentir ameaçadas. O advogado diz que tudo nao passa de uma tentativa de denegrir a imagem do pastor. (45)

No dia 12 de junho a esposa do pastor, Ana Madureira da Silva, foi indiciada por denunciação caluniosa. Teria dado um depoimento dizendo que fora estuprada e depois assinou uma representação em cartótio e gravou um vídeo desmentindo. O delegado que cuida do caso, Márcio Mendonça, da DCOD confirma que a mesma prestou depoimento. Ana nega no vídeo que tenha feito tal denúncia.(46)
No dia 17 a audiência começou por volta das 16h, o Tribunal de Justiça anunciou que as testemunhas de acusação pediram para que Marcos Pereira não assistisse aos depoimentos e ele precisou ser retirado. Foram seis testemunhas de acusação e oito de defesa. Na sala de audiência cerca de 20 fiéis da ADUD estiveram presentes prestando apoio ao religioso que sempre alegou sua inocência dizendo que está sendo vítima de um plano orquestrado para acabar com a sua reputação. Na 1ª Vara Criminal de São João de Meriti havia três ações contra o pastor,duas delas por estupro e outra por coação. As denúncias de abuso sexual surgiram durante as investigações de que o pastor teria ligações com o crime organizado do Rio de Janeiro. As primeiras testemunhas que aceitaram depor contra Pereira afirmam que foram ameaçadas por pessoas da ADUD e a justiça entendeu que o pastor estaria por trás da coação ou que, pelo menos, teria conhecimento da atitude de seus liderados. Dois membros da igreja também foram presos por este processo. (47)

Uma das mulheres que acusou o pastor, durante a sessão, resolver retirar a queixa. O MP manteve a acusação por acreditar que muitas testemunhas foram coagidas. (48)

No dia 29 realizou-se outra audiência com uma das vítimas. Em seu depoimento, a mulher confirmou o estupro dizendo também que não denunciou na época por medo. Outro motivo relatado foi o medo de deixar a ADUD e, por isso, ir para o inferno. Outras três testemunhas de acusação foram ouvidas no Fórum de São João do Meriti, todas elas afirmaram que também foram abusadas sexualmente pelo pastor e duas delas atestam que eram menores de idade quando o estupro aconteceu. O pastor voltou a dizer que membros do AfroReggae estariam interessados em acabar com a sua reputação e que por este motivo estariam convencendo ex-membros da igreja e prestarem testemunhos falsos. (49)
(Julho)

No dia 3 a justiça do Rio nega mais uma vez habeas corpus do pastor. O crime teria acontecido em 2006 e a mulher, que não teve o nome revelado, só foi denunciar o pastor em 2012 quando José Junior, coordenador do AfroReggae, acusou o fundador da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) de ter contato com o crime organizado do Rio de Janeiro. Outras supostas vítimas de estupro também testemunharam contra o pastor, mas a polícia aceitou apenas dois casos, pois as mulheres relataram violência física. (50)

Na madrugada do dia 16 uma pousada do AfroReggae que seria inaugurada em agosto pegou fogo, dias depois a sede foi alvejada com fuzil. O coordenador do grupo, José Júnior, foi chamado para prestar depoimento na polícia e aproveitou para ligar o incidente com o pastor Marcos Pereira. Segundo a polícia o incêndio foi provocado. O advogado do pastor nega: “Somente na semana passada que o pastor passou a receber a visita da filha e da irmã. Como a gente não acreditava que ele ficaria muito tempo preso, elas demoraram a pedir a autorização para visitá-lo na cadeia. Até então, ele só recebia os advogados. O pastor não tem o dom da telepatia, e é impossível que ele tenha orquestrado esse incêndio”. Diz ainda que o depoimento do José Júnior é exagerado e lunático. (51)

No dia 22 cantores da ADUD fazem campanha pela liberdade de Marcos Pereira. (52)

Ainda no dia 22 o Tribunal do RJ rejeitou a denúncia do Ministério Público contra o pastor no caso de coação de testemunha, baseado num pedido de habeas corpus pela defesa do pastor. (53)

José Júnior, diretor do AfroReggae, decide encerrar as atividades no Morro do Alemão. Acusa o pastor de envolvimento e que membros do AfroReggae estarem sendo ameaçados, entre outras acusações. (54)

Dias antes da pousada do AfroReggae, ser queimada o pastor retira a denúncia contra José Júnior. Dias após o crime, um aviso foi feito pedindo para que o AfroReggae deixasse o local,
caso contrário uma chacina aconteceria no Alemão. (55)

(Agosto)

O jornal Extra publicou no dia 3 uma gravação autorizada pela justiça onde mostra que Fernandinho Beira-Mar e Marcinho VP tiveram uma conversa na penitenciária de Catanduvas, no Paraná, e que Beira-Mar havia mandado um “salve” pro líder do AfroReggae, José Júnior. O diretor do presídio entendeu que a ordem dos ataques partiram do criminoso. O advogado do Beira-Mar diz que o diretor interpretou mal a conversa e deixa claro que o mesmo não tem nenhuma ligação com o pastor, pois é ateu. A Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), que investiga as acusações contra o pastor, sabe que os traficantes estão insatisfeitos com a ONG, mas não sabe o motivo. (56)

No dia 09 o Fantástico divulga trechos da conversa entre Marcinho PV e Fernandinho Beira-Mar. Entre várias conversas inclui a tentativa de Marcinho VP em deixar o presídio de segurança máxima conseguindo transferência para uma prisão no estado do Maranhão. Foi então que Beira-Mar perguntou se o pastor Marcos Pereira teria uma igreja naquele estado e foi notificado por Marcinho de que o líder religioso está preso por conta de denúncias feitas por José Júnior. (57)

Marcinho PV: “Teve um problema com ele [Marcos Pereira] lá agora, lá no Rio. Prenderam ele lá no Rio (…) Vítima daquelas acusações levianas lá, que estava lá, do Júnior. Compraram um montão de testemunhas para dar depoimento contra ele…” disse Marcinho VP que controla o tráfico no Complexo do Alemão.

Beira-Mar teria respondido: “Tipo assim, compraram, compraram é eufemismo, foi o Juninho que estava por trás disso né. Tinha que mandar um salve lá para ele.”

Os dois traficantes foram levados a prestar depoimentos sobre essa conversa, pois 16 dias depois o AfroReggae foi atacado tendo sua pousada incendiada e dias depois outros três ataquesforam feitos contra bases da ONG tanto no Complexo do Alemão como em Vila Cruzeiro. Os dois negaram o envolvimento. A polícia acredita que os dois são responsáveis pelo incêndios e ataques. Já para o advogado do fundador da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, Luiz Carlos Silva Neto, a conversa entre os traficantes prova que Pereira é inocente. José Júnior nega as acusações. (57)

Vejam o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=oVQavquweM0

Ainda no começo de Agosto, cerca de 17 deputados, incluindo nomes como Feliciano e Bolsonaro, se reuniram com o Ministro da Justiça para interceder pelo partor Marcos Pereira. Durante o encontro criticaram a polícia fluminense pela falta de isenção na investigação das denúncias e pediram que a polícia federal assuma o caso.
O ministro não aceitou interferir neste assunto. (58)

O coordenador do AfroReggae acusa a existência de um lobby da bancada evangélica da Câmara dos Deputados do Rio de Janeiro para libertar o líder religioso. O delegado que investiga o caso do Dcod diz que ele demonstra ter relação íntima com os chefes do Comando Vermelho, por causa da conversa entre Beira Mar e Marcinho PV. Uma testemunha disse à polícia que viu Adelaide  Nogueira dos Santos, 25, ser estrangulada em 2006, na Baixada Fluminense e disse que foi a mando do pastor, pois esta pessoa seria fiel a igreje e estaria preparando um dossiê contra o pastor. A mãe da vítima, Amélia Pinheiro Batista, 65, confirmou as acusações e conta que foi ameaçada por seguidores da igreja. Duas outras mulheres que dizem ter sido estupradas pelo  pastor fazem o mesmo tipo de afirmação. O surgimento dessa nova denúncia fez com o que o procurador-geral de Justiça do Estado, Marfan Vieira, retomasse a denúncia de coação (antes extinguido) à Justiça, apresentando esse novo testemunho. Para o advogado do pastor ele vai ser absolvido de coação e que ofereceram dinheiro para as supostas vítimas. (59)

(Setembro)

O jornal carioca “O Dia”, denuncia que as ONGs instaladas nos Complexos da Penha e do Alemão são uma “mina de ganhar dinheiro. Aliás, muito dinheiro”. O motivo da separação dos dois ex- amigos (José Júnior e Marcos Pereira) que trabalhavam juntos para resgatar usuários de drogas, é por causa de um montante perto dos R$ 20 milhões por ano de recursos públicos e privados. A racha definitiva entre o AfroReggae e a ADUD aconteceu em 2010 no governo Sérgio Cabral no complexo do Alemão. Segundo “O Dia”, José Junior quis atuar como uma “ponte direta com os criminosos”, o que teria gerado ciúmes em Marcos Pereira, que passou a dizer que ele, na verdade “era homem do governo no Alemão”. A partir de então, os líderes da comunidade começaram a questionar o volume e a distribuição de recursos obtidos pelo AfroReggae. Por exemplo, foram R$ 3,5 milhões do governo estadual para José Junior. Caso fosse dividido entre as 14 associações de moradores, a verba poderia alcançar um número muito maior de crianças e adolescentes.Desde que Cabral assumiu, Marcos Pereira perdeu vários contratos oficiais com o governo. O último foi em 2012,
quando a Secretaria Estadual de Ação Social e Direitos Humanos cortou a verba dedicada ao atendimento dado pela igreja do pastor a dependentes. Fernandinho Beira-Mar e Marcinho VP declararam à justiça, em depoimento na semana passada, que o embate entre Marcos Pereira e José Junior é parte da uma disputa política. (61)

A Promotoria de Investigação Penal do Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Marcinho PV e o pastor por associação com o tráfico. A investigação do MP entendeu que os dois acusados atuavam juntos e usavam a igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) como estrutura para a prática do tráfico de drogas. O promotor diz que diz que o pastor agia como “pombo-correio” levando ordens dos chefes do tráfico que estavam presos para as comunidades onde atuava. o Ministério Público afirma que os bandidos ofereciam ao pastor o direito de filmar “supostas ações de resgate” e assim fazer com que o religioso ganhasse fama. A investigação também afirma que Marcinho VP determinou ações contra a pousada do AfroReggae por conta  dessa ligação que tem com o pastor Marcos Pereira, já que José Junior é o principal denunciante contra o religioso. (62)

— O começo do FIM

No dia 04 parlamentares da bancada evangélica e dos Direitos Humanos se reuniram com o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, para apurar os dados levantados sobre as acusações contra o pastor Marcos Pereira. O jornal “O Dia” diz que o encontro acabou se tornando uma saia justa contra o delegado Márcio Mendonça, da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), que foi questionado sobre a forma como a investigações estão seguindo. Uma reportagem do próprio jornal foi usada pelos deputados para mostrar as falhas dessa investigação, na edição de domingo (1º) O Dia mostrou que todas as principais testemunhas foram levadas à delegacia para depor por funcionários do AfroReggae e que as queixas foram prestadas durante a madrugada, quando o expediente do Dcod já havia sido encerrado. Aos parlamentares o delegado confessou que não esteve no apartamento “luxuoso” que aparece no inquérito e nem mesmo conversou com os vizinhos ou porteiro para saber se de fato aconteciam as orgias sexuais que foram descritas pelas testemunhas. Outro momento constrangedor para o delegado foi a exposição do que estava na reportagem do jornal carioca sobre a manipulação das testemunhas, algumas receberam ofertas de casas e propostas de emprego no AfroReggae. Mesmo sabendo que não há mais o que fazer para impedir a continuação do processo, que já foi para a Justiça, os deputados trouxeram ao delegado a informação de que o coordenador da ONG, José Junior, teria ligações com o traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, uma informação
nova para o Márcio Mendonça que é responsável por investigar o crime organizado. (63)

O jornal “O Dia” segue publicando reportagens sobre as reviravoltas do caso Marcos Pereira. As denúncias de estupro apareceram durante o processo de investigação que tenta ligar o líder religioso com o tráfico do Rio de Janeiro. As acusações partiram de José Junior, coordenador da ONG AfroReggae, entidade que está diretamente ligada ao caso, uma vez que algumas testemunhas são funcionárias do grupo e outras até receberam propostas de emprego. Na reportagem do dia (05) o jornal carioca diz que o policial que investiga o caso também é coordenador do AfroReggae atuando no ‘Projeto Papo de Responsa’. O policial identificado é Roberto Chaves de Almeida, conhecido como Beto Almeida, ele organiza atividades da ONG para alertar os jovens sobre os perigos do uso de drogas. O policial citado pelo O Dia faz parte da equipe do delegado Márcio Mendonça, da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), que está investigando o pastor Marcos Pereira desde março de 2012. Com a informação da ligação de Beto Chaves com a ONG de José Junior, a publicação engrossa a lista de possíveis irregularidades nas  investigações. No domingo foram citadas a manipulação de testemunhas, relatando a ligação direta de cinco funcionários do AfroReggae que são testemunhas, o oferecimento de emprego e casa
para membros da ADUD que aceitassem testemunhar contra o pastor e ainda o registro dos depoimentos sendo recebidos fora do horário de atendimento do Dcod. (64)

A 2ª Vara Criminal da Comarca de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, condenou o pastor Marcos Pereira a 15 anos de prisão por estupro. A decisão foi dada na quinta-feira (12) se baseando nos relatos das testemunhas que relataram que o acusado usava sua posição religiosa para satisfazer seus desejos sexuais. Os crimes pelos quais o fundador da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) foi condenado teriam acontecido em 2006 contra seguidoras da igreja. Uma delas resolveu retirar a queixa, mas a segunda mulher seguiu na denúncia que foi julgada  no dia de hoje. O pastor Marcos Pereira chegou a depor em juízo dizendo que nunca estuprou as mulheres da igreja e que as acusações vinham de pessoas ligadas à ONG AfroReggae. (64**)

O Missionário Luís Carlos, vice-presidente da ADUD, publicou nota na página oficial da igreja no Facebook, logo após a condenação do pastor Marcos Pereira, criticando a imprensa. Em nota, Luís Carlos contesta as acusações de que a igreja serviria para deposito de armas e drogas. O líder questiona também o fato das mídias seculares nunca publicarem o contraditório e afirma que isso acontece porque os membros da igreja não iriam falar o que eles querem ouvir. O vice-presidente da ADUD também afirma que a investigação contra Marcos Pereira foi  “tendenciosa e parcial”. (65)

Os fiéis da igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) gravaram vídeos e postaram no Youtube prestando apoio ao pastor Marcos Pereira. A filha do religioso, Nívea Silva, aparece em quase todos os vídeos coordenando as palavras de ordem que afirmam que Pereira foi condenado sem provas. Em um deles, os fiéis gritam: “Meu pastor foi condenado sem provas, mas ele me resgatou das drogas”. (66)

Os fiéis da ADUD usaram as redes sociais para mostrar apoio ao pastor Marcos Pereira. Um dos vídeo feitos por Waguinho, o cantor atesta que confia na inocência de seu líder e que sabe da sua conduta. Diz: “Há dez anos eu estou lado a lado com ele, fazendo esse trabalho de recuperação de drogados. Já vi passar milhares de pessoas aqui nesta instituição”
Waguinho lembra que na sede da ADUD também funciona o casa de recuperação Vida Renovada, locais públicos que recebem diariamente dezenas e até centenas de pessoas, o que facilitaria uma armação para tentar incriminar não só o líder da ADUD, que já está preso, como os demais membros e a vice-liderança. Diz ainda: “A qualquer momento podemos ter aqui alguém tentando colocaruma arma ou algum tipo de droga aqui dentro para fazer mais uma acusação leviana contra esta igreja, contra os membros dessa igreja, contra as famílias dessa igreja e contra o nosso pastor”. Veja o vídeo na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=vDnvnYEcYy4 (67)

(Outubro)

No final de outubro o sítio do pastor Marcos Pereira, localizado em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, estava sendo investigado por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Os policiais em conjunto com o Ministério Público do Rio (MPRJ), a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros tentaram encontrar o corpo da manicure Liliane dos Santos que foi sequestrada em 19 de julho. O sítio passou a ser apontado como o local onde o corpo da manicure foi enterrado pela proximidade do local onde as roupas da vítima foi encontrada. A investigação diz que os pertences de Liliane foram encontrados a 820 metros do sítio, no bairro Tinguá, e que além das roupas uma Bíblia também foi encontrada. Antonio Marcos de Borges, apontado como autor da morte, era amigo pessoal do pastor Marcos Pereira e frequentava o sítio da ADUD como tantos outros membros em recuperação. O mesmo foi apontado como autor do sequestro da publicitária Patrícia Gomes Ávila, morta com um tiro na nuca em Queimados no mês de julho. A semelhança entre os crimes chamou a atenção da polícia. Ele foi morto em julho
em um confronto com a polícia. Apesar das investigações, a polícia descarta qualquer participação do líder religioso com o crime. (68)

O traficante Prudêncio Barbosa, 35 anos, preso em Bangu 9, disse em depoimento que Pereira não é pastor, mas homem de confiança de Marcinho VP. Prudêncio disse também que o fundador da ADUD lavava o dinheiro do tráfico e também limpava a imagem dos traficantes do Rio. No depoimento o bandido diz que está sendo ameaçado pela facção de Marcinho VP e por este motivo estaria denunciando os crimes que o bando já cometeu. Pereira receberia o dízimo dos R$3 milhões semanais que o tráfico arrecada só no Complexo do Alemão. E é com esse dinheiro que o pastor pagaria as despesas da igreja. (69)

(Novembro)

O Ministério Público Federal denunciou o pastor Marcos Pereira por crime ambiental. O fundador da ADUD seria o responsável pelo desmatamento em uma área que equivale a 11 campos de  futebol dentro e no entorno da Reserva Biológica do Tinguá. O espaço foi desmatado com o objetivo de se construir um heliporto e uma residência dentro da Fazenda Vida Renovada O desmatamento teria sido feito em 2004 e só denunciado pelo MPF em 2013. O procurador Renato Machado, responsável pela denúncia, disse que o pastor se defende da acusação dizendo que os danos ambientais já existiam antes mesmo dele adquirir o imóvel. O Ministério Público conseguiu testemunhas que acusam o líder religioso de ter autorizado o desmatamento. O heliporto não chegou a ser concluído, pois a obra foi embargada e o IBAMA aplicou uma multa de R$150.000,00. O MPF também denunciou a própria ADUD e quer que ela recupere a área degradada e devolva parte da reserva que está dentro dos limites da propriedade da Fazenda Vida Renovada. (70)

[2014] – (Fevereiro)

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) nega o pedido de Habeas Corpus feito pela defesa do pastor Marcos Pereira. A defesa alega que a prisão causou constrangimento ilegal ao fundador da ADUD, que a denúncia é atípica e que ele não agiu mediante violência real. Outro ponto apresentado pelos advogados de Pereira é que a vítima não foi submetida a exames de corpo de delito e que a prisão teve como base apenas o depoimento. O relator do recurso, o ministro Jorge Mussi, entendeu que o Habeas Corpus é uma medida excepcional que só é emitida em casos de atipicidade da conduta ou em casos de ausência de indícios de autoria ou de materialidade do delito. Mussi também comentou a falta de exame de corpo de delito, lembrando que esse exame só é essencial quando o crime deixa vestígios. (71)

No dia 21 a Vara de Execuções Penais emitiu uma ordem para que o pastor Marcos Pereira cumpra a pena em regime semiaberto. O fundador da ADUD poderia ser solto a qualquer momento. (72)

(Junho)

A 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio negou novamente o recurso apresentado pela defesa do pastor ontra a primeira decisão que condenou o religioso a 15 anos de prisão por estupro. Os desembargadores foram unânimes ao entender que o pedido da defesa não poderia ser aceito. (73)

O pastor foi acusado de ter ligações com o narcotráfico do Rio de Janeiro. A revista ÉPOCA conseguiu acesso a uma denúncia contra Marcos Pereira que afirma que o pastor estaria aliado a traficantes da Vila Cruzeiro para criarem ataques em diversos pontos da capital fluminense. A reunião teria acontecido na noite do dia 3 de outubro de 2010 e além do pastor evangélico, líderes da ADUD, traficantes e o ex-governador Anthony Garotinho também estariam presente. O objetivo dos ataques era um: causar medo na população para impedir a reeleição do governador Sérgio Cabral (PMDB) que estava lutando contra o tráfico. No depoimento diz que Marcos Pereira era responsável por receber dinheiro dos traficantes para fazer cultos nas favelas. Pela lógica da reportagem da ÉPOCA, o pastor estava com medo de Cabral acabar com o tráfico e ele ficar sem o dinheiro dos traficantes. Os ataques de violência realmente aconteceram em 2010, tanto que em seu blog o ex-governador do Rio chegou a chamar a ação de Sérgio Cabral de “farsa”. A testemunha que liga o fundador da ADUD a esses acontecimentos é Alex Ramos Mesquista, ex-funcionário de Marcos Pereira. Ele depôs ao Dcod em 2012 em um processo que agora está como ação penal junto à Justiça do Rio de Janeiro. (74)

(Agosto)

O pastor Marcos Pereira foi ouvido através do sistema de videoconferência pelo Tribunal de Justiça por conta das investigações que o ligam ao crime organizado do Rio de Janeiro.
Dois delegados responsáveis por etapas do inquérito aberto contra o religioso prestaram depoimentos à Justiça do Rio na quinta-feira (7). Os delegados Roberto Ramos da Silva e Valéria Aragão declaram que têm provas testemunhais de que Marcos Pereira atuava como espécie de “pombo-correio” de Marcinho VP, levando ordens do traficante para as comunidades. Na época o pastor era considerado como um mediador dos conflitos nos presídios onde fazia visitas. Além dele, que está preso por estupro no Complexo de Bangu (RJ), a Justiça também  realizou uma videoconferência com Marcinho VP que está no presídio federal de Catanduvas (PR). O teor do depoimento dos dois acusados não foi divulgado, a relação entre eles é investigada há muito tempo quando o coordenador da ONG Afroreggae, José Júnior, apresentou as primeiras denúncias contra o religioso. (75)

(Dezembro)

Após um ano e meio de prisão, o pastor Marcos Pereira da Silva, líder da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, foi solto na quarta-feira. Beneficiado por uma liminar do ministro
Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, vai aguardar em liberdade o julgamento do habeas corpus impetrado pelo advogado, no último dia 17 de novembro,
que pede a anulação da sentença que condenou o pastor a 15 anos de reclusão em regime fechado e a prescrição da denúncia feita contra ele. O advogado do réu alegou que houve
cerceamento (diminuição ou supressão das garantias) do direito de defesa. Segundo o recurso, o pastor teria sido vítima de uma conspiração, e testemunhas relevantes para o esclarecimento do caso não foram ouvidas. (76)

Ao pedir a prescrição da denúncia contra o pastor, sua defesa sustentou AINDA que o crime, “se ocorreu”, aconteceu em data anterior à lei 12.015, de agosto de 2009, a legislação vigente até então condicionava o crime a uma representação formal da vítima, num prazo não superior a seis meses. A denúncia, no entanto, só ocorreu em 2012, quando a vítima prestou depoimento na Delegacia de Combate às Drogas, cerca de seis anos depois do prazo legal previsto na lei anterior.

Em sua decisão, o ministro entendeu que a manutenção da prisão do pastor, em processo que ainda está em grau de recurso, configura “constrangimento ilegal”:

“A observância das balizas do devido processo legal é indispensável em se tratando de processo-crime, no que em jogo a liberdade de ir e vir. A regra é apurar para, formada a culpa, prender”.

Ao comentar sua decisão, o ministro Marco Aurélio Mello afirmou que vai aguardar o parecer da Procuradoria Geral da República para analisar o processo, fazer o relatório, votar e levar a julgamento:

Eu costumo dizer que não julgo processo pela capa, mas pelo conteúdo. Neste caso, a sentença ainda não foi selada, mas ele está preso há um ano e sete meses. O caso teria ocorrido em 2006, mas o registro só foi feito em 2012. No depoimento na delegacia, a vítima, que na época dos fatos tinha uns 30 anos, afirmou que manteve relações sexuais com o réu por dois anos. A defesa alegou ainda que tomou conhecimento sobre um documento da área de inteligência da Penitenciária Federal de Catanduvas sobre um diálogo entre interlocutores no qual se teria veiculado a armação para atingir o paciente. Mas essas testemunhas não foram ouvidas. Tudo isto tem que ser analisado — comentou o ministro. (76) (77)

—–

(1) – http://www.adud.com.br/2015/opastor.php
(2) – http://alerjln1.alerj.rj.gov.br/scpro1115.nsf/02ac6f279b568e24832566ec0018d839/6d18424a8c8832e8832579dd005fab49?OpenDocument&ExpandSection=-1
(3) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-salva-homem-do-tribunal-do-trafico/
(4) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-evangeliza-em-presidios-mineiros-e-ora-pelo-goleiro-bruno/
(5) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-vai-receber-o-titulo-de-cidadao-benemerito-do-rio-de-janeiro/
(6) – http://oglobo.globo.com/rio/pastor-marcos-ganha-corrente-de-apoio-na-alerj-8349210
(7) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-mostra-seu-trabalho-ao-conexao-reporter-do-sbt/
(8) – https://www.youtube.com/watch?v=C9Hc64FLhKs
(9) – https://noticias.gospelprime.com.br/jose-junior-acusa-pastor-marcos-pereira-de-ser-a-maior-mente-criminosa-do-rio-de-janeiro/
(10) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-responde-as-acusacoes-de-jose-junior-dizendo-que-e-inveja/
(11) – https://noticias.gospelprime.com.br/novas-denuncias-ligam-o-pastor-marcos-pereira-a-violencia-sexual-e-ao-trafico/
(12) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-homem-linha-fogo-conexao-reporter-roberto-cabrini/
(13) – http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/afroreggae-faz-mediacao-e-5-bandidos-se-entregam-9mfmybezwp8ml9tcswiaq1hzi
(14) – https://noticias.gospelprime.com.br/e-demonio-puro-diz-pastor-marcos-pereira-sobre-acusacoes/
(15) – https://noticias.gospelprime.com.br/governo-cancela-ajuda-a-ong-do-pastor-marcos-pereira-por-causa-de-acusacoes/
(16) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-e-jose-junior-trocam-ofensas-apos-audiencia/
(17) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-e-acusado-de-estupro-por-ex-mulher/
(18) – https://noticias.gospelprime.com.br/processo-marcos-pereira-jose-junior/
(19) – https://noticias.gospelprime.com.br/marco-feliciano-marcos-pereira-conexao-reporter/
(20) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-preso-estupro/
(21) – https://noticias.gospelprime.com.br/waguinho-prisao-marcos-pereira-politica/
(22) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-preso-bangu-2/
(23) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-preso-orgias-fieis/
(24) – https://noticias.gospelprime.com.br/reinaldo-azevedo-marcos-pereira-jose-junior/
(25) – https://noticias.gospelprime.com.br/deputado-marcos-pereira-prisao-planejada/
(26) – https://noticias.gospelprime.com.br/justica-habeas-corpus-marcos-pereira/
(27) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-nao-ex-esposa-waguinho/
(28) – https://noticias.gospelprime.com.br/silas-malafaia-prisao-marcos-pereira/
(29) – https://noticias.gospelprime.com.br/profissao-reporter-marcos-pereira/
(30) – https://noticias.gospelprime.com.br/suposta-vitima-de-estupro-inocenta-pastor-marcos-pereira/
(31) – https://noticias.gospelprime.com.br/afroreggae-video-testemunhas-marcos-pereira/
(32) – https://noticias.gospelprime.com.br/cantoras-da-adud-negam-abuso-sexual-e-inocentam-marcos-pereira/
(33) – https://noticias.gospelprime.com.br/escutas-mostram-ligacoes-picantes-entre-marcos-pereira-e-fieis/
(34) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-sera-indiciado-por-coacao-de-testemunhas/
(35) – https://noticias.gospelprime.com.br/policia-investiga-video-em-que-suposta-vitima-nega-abuso-de-pastor/
(36) – https://noticias.gospelprime.com.br/adud-divulga-video-com-depoimento-dos-vizinhos-de-marcos-pereira/
(37) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-sera-ouvido-na-cpi-da-exploracao-sexual/
(38) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-confessado-estupros-jose-junior/
(39) – https://noticias.gospelprime.com.br/apoio-marcos-pereira-marcha-jesus/
(40) – https://noticias.gospelprime.com.br/acusacoes-armadilhas-trevas-filha-marcos-pereira/
(41) – https://noticias.gospelprime.com.br/justica-nega-habeas-corpus-a-marcos-pereira/
(41**)- https://noticias.gospelprime.com.br/policia-prende-membros-adud/
(42) – https://noticias.gospelprime.com.br/adud-nega-gravacoes-picantes-marcos-pereira/
(43) – https://noticias.gospelprime.com.br/paulo-ramos-perseguicao-marcos-pereira/
(44) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-nao-acredita-justica/
(45) – https://noticias.gospelprime.com.br/audiencia-caso-marcos-pereira/
(46) – https://noticias.gospelprime.com.br/esposa-marcos-pereira-indiciada-video/
(47) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-primeira-audiencia/
(48) – https://noticias.gospelprime.com.br/mulher-retira-queixa-marcos-pereira/
(49) – https://noticias.gospelprime.com.br/vitima-marcos-pereira-morta-pastor/
(50) – https://noticias.gospelprime.com.br/justica-nega-habeas-corpus-marcos-pereira/
(51) – https://noticias.gospelprime.com.br/jose-junior-marcos-pereira-incendio-afroreggae/
(52) – https://noticias.gospelprime.com.br/cantores-adud-campanha-marcos-pereira/
(53) – https://noticias.gospelprime.com.br/tj-habeas-corpus-marcos-pereira/
(54) – https://noticias.gospelprime.com.br/fim-afroreggae-acusacoes-marcos-pereira/
(55) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-retira-denuncia-jose-junior/
(56) – https://noticias.gospelprime.com.br/ataques-afroreggae-fernandinho-beira-mar/
(57) – https://noticias.gospelprime.com.br/video-fantastico-beira-mar-marcinho-vp-marcos-pereira/
(58) – https://noticias.gospelprime.com.br/deputados-evangelicos-justica-marcos-pereira/
(59) – https://noticias.gospelprime.com.br/novas-denuncias-pastor-marcos-pereira/
(60) – https://noticias.gospelprime.com.br/conexao-reporter-pastor-marcos-pereira/
(61) – https://noticias.gospelprime.com.br/guerra-pastor-marcos-pereira-jose-junior-milhoes/
(62) – https://noticias.gospelprime.com.br/mp-denuncia-marcinho-vp-marcos-pereira-associacao-trafico/
(63) – https://noticias.gospelprime.com.br/deputados-delegado-investigacoes-marcos-pereira/
(64) – https://noticias.gospelprime.com.br/policial-marcos-pereira-coordenador-afroreggae/
(64**) – http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/09/12/pastor-marcos-pereira-e-condenado-a-15-anos-de-prisao-por-estupro-no-rio.htm
(65) – https://noticias.gospelprime.com.br/adud-nota-condenacao-marcos-pereira/
(66) – https://noticias.gospelprime.com.br/videos-fieis-adud-defesa-marcos-pereira/
(67) – https://noticias.gospelprime.com.br/video-waguinho-adud-forjar-flagrantes/
(68) – https://noticias.gospelprime.com.br/corpo-sitio-marcos-pereira/
(69) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-dizimo-trafico/
(70) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-denuncia-crime-ambiental/
(71) – https://noticias.gospelprime.com.br/stj-mantem-prisao-preventiva-marcos-pereira/
(72) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-semiaberto/
(73) – https://noticias.gospelprime.com.br/tj-nega-recurso-marcos-pereira-estupro/
(74) – https://noticias.gospelprime.com.br/denuncias-pereira-garotinho-narcotrafigo/
(75) – https://noticias.gospelprime.com.br/marcos-pereira-depoe-trafico/
(76) – http://oglobo.globo.com/rio/justica-concede-liberdade-ao-pastor-marcos-pereira-da-silva-na-vespera-de-natal-14908798
(77) – https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-marcos-pereira-e-solto/

10 Comentários


  1. ·
  2. Catulino Aguiar Cunha
    ·

    Esta visão de estupro, no Brasil, trás consigo uma miopia bastante mal intencionada. Recentemente em Manaus uma senhora de 25 anos convivia com um garoto de 17, garoto este que se arrojou um filha da dita senhora desferindo-lhe várias dentadas. houveram muitas condeções ao garoto, mas a imprensa não fez qualquer comentário sobre o fato da corrupção sexual da mulher contra o garoto de 17anos; em fim tem estupro do homem para com a mulher mas o contrário não é válido da mulher com o homem; quem acompanha atentos fatos semelhantes sempre percebe isto. Ora, uma mulher que convive maritalmente com um homem de repente vai a uma Delegacia e diz ter sido estuprada pelo próprio homem com quem ela convive ou conviveu maritalmente. Não dá para aceitar uma situação desta! Tiveram uma vida sexual ativa e com toda intimidade, num destes encontros ou reencontros, fica difícil ou quase impossível se admitir que houvera um “forçar de barra”! Um fato baste sutil que existe embrechado em toda esta história cabulosa é que a imprensa passou, de um tempo para cá, a querer modelar um arranjo familiar ao seu modo de ver que, à visão de todos vem deixando à vista um total destruição do seio familiar conforme conhecemos em tempos passados e que, convenhamos, não ostentava, como resultado, todas esta nuances criminosas resultantes das desconformidades familiar atuais. É pena que no meio policialesco ou judicial não aparecem pessoas dentre estes, para dar um “chega pra lá” com demonstrativos cabais das maledicências virulentas destes destruidores da pátria, via destruição familiar.

    Responder
  3. Giant carlos
    ·

    parabéns pelo extenso trabalho de pesquisa, muito esclarecedor, abraços

    Responder
    1. Romer Vitor
      ·

      Ah mas é claro, se um homem e uma mulher são casados e o caso usa de força e estupra a mulher…. não tem que ser apoiado a denuncia, OBVIO! kkkkkkkkkkkkk cara vcs são muito hilários, pra nao dizer outra coisa

      Responder
  4. guarafx
    ·

    Claro que o portal noticias.gospelprime.com.br 90% dos links vai inocentar afinal ele é mantido por meio de dízimos, para eles é fundamental preservar a imagem dos pastores pentecostais para manter a boa imagem da igreja e a arrecadação.

    Responder

    1. ·
      Responder
  5. Roberto
    ·

    Conheço esse pastor q de religiiso nao tem nada e pilantra safado, envolvido com bandidos NAO E PQ E PASTOR E QUE SEJA HONESTO e esse ai e P I L A N T R A usa a religiao pra se dar bem sou bolsonaro mas esse MARCIS PEREIRA E SAFADO

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *