56) Jair apresentou um projeto que separa sangue doado por homossexuais?

Essa notícia já foi desmentida pelo E-farsas a um tempo e, apesar do redator não gostar muito do Jair,  já o ajudou quatro vezes:

http://www.e-farsas.com/bolsonaro-apresentou-projeto-que-separa-sangue-doado-por-homossexuais.html

Aqui ele ja havia esclarecido isso aos 2:30 – https://www.youtube.com/watch?v=Z1oGuNkGV2g

Como de praxe, ele fala de dados sérios do Ministério da Saúde dizendo que o sangue de homo afetivos são cerca de 17x mais propensos de se ter alguma doença e deixa a brecha para a Luciana Gimenez e os opositores caírem em cima.

Veja mais dados:

Em 50 países gays são proibidos de doar sangue: http://nelcisgomes.jusbrasil.com.br/noticias/154733428/em-50-paises-gays-sao-proibidos-de-doar-sangue-por-causa-da-aids

OMS diz que homossexuais tem 20x mais probabilidade de contrair HIV: http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/oms-homossexuais-tem-20-vezes-mais-probabilidades-de-contrair-hiv

Ser racional É A ÚNICA MANEIRA de não matar nosso povo!

No Brasil paga-se caro por ser objetivo e sincero. Santa paciência.

# CURTAM!!! -> Facebook : https://m.facebook.com/legiaopressora/

3 Comentários


  1. ·

  2. ·
  3. Leandra Maritza
    ·

    Homossexuais não são uma categoria distinta de seres humanos. Somos todos iguais. Os países que proíbem a doação de sangue de homossexuais é por causa da homofobia, muitos países ainda estão na era medieval e se esquecem de que evoluímos, assim como você. Durante o surto de AIDS muitas pesquisas foram feitas, no começo a doença foi datada como a doença da homossexualidade, sendo que ela só era mais comum entre homossexuais devido à falta de orientação que tais pessoas recebiam : não eram educadas a usarem camisinha e eram excluídas da sociedade, marginalizadas ( na margem da sociedade). Pesquisas foram feitas e a legalização para a doação de sangue de homossexuais foi feita com base na ciência , não em preconceito. SE INFORME ANTES DE PUBPICAR QUALQUER COISA.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *