46) A 2ª Resposta de Jean Wyllys sobre o fato do cuspe (Textão da ASCOM)

IMG_0544 IMG_0545

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto – Link:  https://www.facebook.com/jean.wyllys/videos/1074921862555820/.

No vídeo intitulado Desmontando a farsa da família Bolsonaro, a página de Jean comenta sobre a resposta dada por Eduardo e Jair.

Primeiramente é feita pela ASCOM, que é a equipe de assessoria de comunicação do Jean Wyllys. Eles estavam lá no dia? Óbvio que não, então a opinião deles sobre o fato é, no mínimo, duvidoso, certo?  Vamos à análise:

Escreveram “textão” e postaram um vídeo.

Ambos, tanto o texto quanto o vídeo, têm algo em comum: Eles não são uma resposta ao cuspe, em si, porque não têm provas. Então, se concentraram na maior parte dos argumentos (principalmente no vídeo) a demonstrar outras situações polêmicas de Jair para TENTAR provar que o mesmo é  fascista, nazista, geneticista e etc.

# Vamos analisar este primeiro “textão”:

1- Já respondido no tópico 43* e 44*, veja acima. Citou Maria do Rosário, veja o tópico 30*.

2-  Novamente sem provas, a ASCOM, que não estava no local,  explica o fato da maneira que Jean deve ter contado.  O que é “Tchau, querida”? É um termo usado para demonstrar à Dilma e aos OPOSITORES sua posição na saída dos mesmos; vindo de um áudio vazado de Lula, veja o tópico 43*.

3- Quanto fascista! Só falta aprender o que é fascismo (veja o tópico 20*). A única verdade aqui é a que Jean falou quanto ao cuspiu DEPOIS do ato.

Falou que foi fraude, mas não é o que as câmeras mostraram (veja o tópico 43* e 44*). Disse que é contra negros, mulheres, minorias em geral…. cadê as provas?

# Vamos analisar o vídeo:

A) Eduardo Bolsonaro cuspindo de volta. Nada de novo, explicado no tópico 44*, veja acima.

Agora vão tentar julgá-lo por fatos isolados em outras situações para tentar provar a visão de Jean. Vamos analisar:

1- Bolsonaro x Maria do Rosário: veja o tópico 30*.

2- Veja o vídeo original: https://www.youtube.com/watch?v=hJtdqW2OO-g.

Foi uma briga entre Bolsonaro e um deputado do PSB (Partido Socialista Brasileiro), João Capiberibe, e outro,  Randolfe Rodrigues do PSol (Partido Socialismo e Liberdade). Jair é militar da reserva, aparentemente não tinha sido convidado pela comissão da verdade (criado pelo governo para julgar os militares pelos atos do regime militar e que não tinha nenhum militar na comissão julgadora). É claro no vídeo… Os mesmos estavam impedindo Jair de entrar de maneira física. Por que Jair não foi convidado? Por que os socialistas poderiam entrar e Jair, não? Os seguranças do local não eram os militares, então, para que se estressar e impedir a entrada de alguém?

O exército autorizou depois a entrada de todos no quartel. Randolfe e João, acho que os fanfarrões são vocês. Veja as entrevistas posteriores. Jair deixa claro que também era integrante da comissão dos Direitos Humanos.

Veja a explicação toda de Jair sobre o fato: https://www.youtube.com/watch?v=IQ_9UtUPZb8.

3- Entrevista após o tumulto: Ele diz que ficaria muito triste se tivesse que dar uma porrada (expondo sua indignação sobre o fato), mas deixa claro que não daria.

4- Pegaram novamente outra entrevista cortada. Por que ele chamou daquilo? Pesquise.

5- Criança adotada pelo casal gay, veja o tópico 17* e 33*.

6- O que falaram para ele perder o controle assim?

Veja o original : https://www.youtube.com/watch?v=N5loKcpZDIo.

Fica óbvio no vídeo que falaram besteiras pois estavam batendo boca. Literalmente ele mandou esse pessoal tomar naquele lugar.  Olha a renca de gente que tava provocando ele! Você não perderia o controle também? Não foi homofobia e, sim, uma ofensa por algo que o deixou irritado. De novo, se coloque no lugar do cara… Você pode ficar quieto e sair dali, mas ele não tem medo de enfrentar ninguém e responder a altura.

7-  No cartaz estava escrito “Homofobia queimar rosca todo dia”. Por quê? Veja outro vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=SGCknhGPQYE

Os ativistas estavam ofuscando o Marcos Feliciano em seu debate, demonstrando falta de respeito com o parlamentar durante o discurso. Literalmente o impedindo de falar na seção. Jair quis provocar para tirar a atenção do pessoal ou fazer eles se irritarem a ponto de criar algazarra e tentar calá-los de uma vez. Não respeitam em nenhum momento o parlamentar falando. Não seria correto estarem ali, não é? Veja e reveja o vídeo.

8- Cartaz do cachorro – Veja o tópico 24*.

9  e 10- Veja essa jornalista o provocando em momentos anteriores:  https://www.youtube.com/watch?v=WYSkFXwdkuA;

Agora veja essa jornalista durante esta parte mostrada pelo vídeo:  https://www.youtube.com/watch?v=4WJhh33UQSY.

Haja paciência.

11- Ustra? Tópico 47*.

***Lembrando que falar palavrão ou ser grosso como forma de indignação não define a ética de uma pessoa, que é fazer o correto. Qual você prefere? Um policial desbocado ou bandido educado?

Relembrando que deputados são invioláveis por suas opiniões desde que não propaguem ofensas cujo OBJETIVO seja desonrar terceiros (princípio da dignidade humana), independente de ser uma resposta de defesa ou se o objetivo não era este: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca?q=Os+Deputados+s%C3%A3o+inviol%C3%A1veis+por+suas+opini%C3%B5es%2C+palavras+e+votos.

Na próxima vez, ASCOM, se não tiver provas e fatos, não misture e nem distorça com elementos totalmente diferentes para tentar provar seu ponto de vista.  Pois isso pode passar a imagem de desespero.


UPDATE (2017): O tolerante e defensor dos oprimidos*  Jean Wyllys imitando Jesus Cristo em tom de ironia:

http://br.blastingnews.com/politica/2017/02/jean-wyllys-imita-jesus-cristo-em-defesa-de-seu-mandato-na-camara-001448187.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *